Wednesday, November 22, 2006

e se eu pudesse entrar na sua vida...

Beatriz

Olha
Será que ela é moça
Será que ela é triste
Será que é o contrário
Será que é pintura
O rosto da atriz
Se ela dança no sétimo céu
Se ela acredita que é outro país
E se ela só decora o seu papel
E se eu pudesse entrar na sua vida
Olha
Será que é de louça
Será que é de éter
Será que é loucura
Será que é cenário
A casa da atriz
Se ela mora num arranha-céu
E se as paredes são feitas de giz
E se ela chora num quarto de hotel
E se eu pudesse entrar na sua vida
Olha
Será que é uma estrela
Será que é mentira
Será que é comédia
Será que é divina
A vida da atriz
Se ela um dia despencar do céu
E se os pagantes exigirem bis
E se um arcanjo passar o chapéu
E se eu pudesse entrar na sua vida

[No passado domingo ouvi a actriz Manuela Couto e a cantora de jazz Maria João interpretarem a composição de Edu Lobo/Chico Buarque, “Beatriz”; a música e a letra não me têm saído da cabeça, é uma canção intimista e belíssima…foi na semana que morreu a actriz e encenadora Maria João Fontaínhas, fundadora da Companhia de Teatro de Sintra, vítima de cancro, com 38 anos. Dias existem que estamos mais sensíveis à beleza (e crueza) das palavras (e das noticias)…]
Aqui fica também a voz de Ana Carolina cantando Beatriz

12 comments:

.*.Magia.*. said...

Olá!

É...
Há momentos em que estamos mais sensiveis a determinadas emoções e sensações...O melhor que fazemos nessas alturas, é mesmo soltar a alma e sentir, sentir de verdade o que se nos aflora na pele. Seja sorrir, rir, arrepiar ou até chorar...!

Cheers

daniel sant'iago said...

Sim... Há dias assim... Há dias não!
Um abraço.

Cecy said...

El caso es que tengo miedo porque yo ya le he dicho que a mi él no me gusta, pero sigue insistiendo. Hoy me ha llamado por teléfono pero me ha pillado trabajando, así que no he hablado con él.
Yo lo que digo es que si está casado y sabe que no quiero estar con él porque no me gusta, ¿por qué sigue insistiendo?
En fin, un besazo!

Y me gusta mucho la imagen!! el texto no lo comprendo :(

Susana B. said...

Luís,
vim agradecer a tua visita e conhecer o teu blog. Faço isto sempre que recebo um novo comentário. Às vezes conheço blogs bons, às vezes blogs assim-assim, outras blogs menos bons. O Infinito Pessoal tem uma qualidade muito elevada. Continua com o bom trabalho e volta sempre ao palavras...
Beijinhos.
Susana.

Tino said...

Só ouvi esse poema umas 10 vezes hoje :)
Cantado pela voz da Ana Carolina...bem bonito é o poema que ela declama na versão ao vivo. O Album chama-se Ana & Jorge ao vivo, se aínda não tens tenta comprar que vale a pena. Resta dizer que já publiquei dois poemas desse mesmo CD e este seria o terceiro se tu não o tivesses feito por mim.. :)de qualquer forma eu não tinha Beatriz a quem o dedicar! ;)
Grande abraço!

P.S. tirei grandes fotos em Évora, boa terra para passear! ;)

al cardoso said...

E linda a menina do quadro.

38 anos e uma pena partir uma pessoa que daria muito a este mundo.

Vim aqui atravez do Neoarqueo.
gostei e virei mais vezes.

jo said...

hello. thanks for tagging me. its cool that you're from Portugal, cause i like cristiano ronaldo!

amadisdegaula said...

Bom fim de semana, um abraço.

Anonymous said...

Luís, adoro este poema! esta música! a primeira vez que a ouvi foi na voz da Maria João, acompanhada pelo Mário Laginha. O vídeo deles sobre esta música também me deixa suspensa.... ; )

Beijos
sonialx

TARCIO VIU ASSIM said...

Bela homenagem para quem 'mudou de palco'.
Abraço sertanejo. ;-)

Anonymous said...

Lindissimo este poema e fica mais bonito ainda na voz da Maria João. Também vi no domingo e fiquei igualmente tocada foi um verdadeiro "momento".

Bom fim de semana

Paula Zegre

Narcis said...

"Dias existem que estamos mais sensíveis à beleza (e crueza) das palavras " Sem dúvida alguma!!
E nesses dias é bom termos quem e nos esclareça para que fiquemos de ideias arrumadas de preferência da forma correcta.

Muito bonito o poema...este espaço é uma viagem constante
Abraço


ps - uma morte é sempre incompreensível mas aos 38 anos então...