Saturday, January 13, 2007

para que serve a Filosofia?

Perguntar para que serve a Filosofia no ensino secundário não deixa de ser uma pergunta que nos devia envergonhar. Se a Filosofia nos dá os meios de compreender o mundo, não lhes peçamos mais - isso vale todas as riquezas. A Filosofia não nos torna milionários, não nos ergue às dignidades do Estado; é até bastante descuidada destas coisas. Mas de que vale nutrir a carteira, subir a altos postos e permanecer na ignorância, desapetrechado de espírito, brutal na conduta, instável no carácter e caótico nos desejos? A Filosofia impede a estagnação e desvenda o que está encoberto pelo costume, pelo convencional, pelo poder. Ela é a procura da verdade, não a sua posse, como disse Jaspers, concluindo que "fazer filosofia é estar a caminho; as perguntas em Filosofia são mais essenciais que as respostas e cada resposta transforma-se numa nova pergunta". "O que a filosofia nos ensina é o risco de tomar por certo aquilo que deveríamos prestar atenção cuidadosa, bem como a possibilidade de descobrir, sob o prosaico comum e rotineiro, um universo de extraordinária riqueza e variedade, diante do qual podemos somente nos maravilhar." Frase de Matthew Lipman, filósofo norte-americano.

Uma das maneiras de chamar a atenção para a relevância da Filosofia, logo a partir do 10.º ano, é sublinhar como os seus conceitos e categorias, com uma história de dois milénios e meio, estão em todo o lado da nossa civilização. Reparem nos manuais das ciências, observem os códigos dos juristas, analisem os textos das administrações dos grandes bancos e empresas, universidades, conselhos de ministros. Encontrar-se-á nesses textos grande quantidade de conceitos que só lá estão por terem sido objecto da discussão filosófica, grega, medieval, europeia: se os tirarem, receio que os textos se tornem ilegíveis. A Filosofia é a gramática dessa língua conceptual que o Ocidente exportou para as civilizações asiáticas, é a gramática do pensamento inventado por gregos, latinos, medievais e europeus. Tirá-la do ensino secundário é um passo de gigante para ainda maior iliteracia. Haja bom senso!!!

15 comments:

Anonymous said...

Inteiramente de acordo.

Esperemos que o bom senso permaneça na bela massa encefálica dos decisores dos destinos de nossos filhos....

Bom Fim de semana
MJCorreia

Tino said...

De acordo, é importante...mas há pouco quem saiba ensinar. Na minha opinião, a disciplina deveria criar maior elasticidade no raciocinio e nem sempre assim é. Eu tive o mau e o muito bom! O muito bom, o professor Rui Pimenta, ensinava Filosofia como quem aproveita uma história para demonstrar um principio. Da outra senhora nem quero falar... :)
De qualquer forma, estou contigo. Se nascemos com a capacidade de pensar faz todo o sentido que exista um ginásio para a treinar.

Abração e bom fim de semana!

Jonice said...

Aqui no Brasil, a Filosofia foi incluída no programa escolar a partir da 5ª série do ensino fundamental, Luís. O que é muito bom. Meu filho acabou a 8ª série em 2006, acompanhei este processo seu com tais aulas, fez muita diferença.
Beijinhos e bom domingo!

Maria P. said...

Evidente que o bom senso vai permanecer!
Nem quero pensar o contrário.

Excelente texto, Luís.

Bom domingo.

Amaral said...

Hoje, o meu comentário é bem curto:
"Faz feliz a parte de Mim que és tu!", que talvez queira dizer: "Luis, faz Deus feliz!"
No meu sítio, tentarei explicar!...

Angela Chen Shui said...

Luis,

I don't mean to intrude but I just noticed your comment on my blog, late... so sorry and wanted you to know I appreciated your visit.

I've not used and have therefore forgotten most of my spanish... forgive me also for not being able to read and contribute more fully to your blog...

Blessings for 2007, Luis.


Angela.

PS Your comment was here:
http://www.optinhomebusiness.com/blog/2006/12/email-question-answer-business-life.html#comments

Luís Costa said...

STÖRENFRIED

O grande filósofo Karl Jaspers chamava à filosofia “ störenfried “ ( perturdadora da paz )
E dizia mesmo que era perigosa ( gefährlich ).
Filosofar significa pensar, ou seja passar a ver as coisas de uma outra perspectiva. Todo aquele que compreenda a filosofia, tem necessidade de mudar a sua existência. A partir desse momento ele jamais poderá ou quererá fazer parte do grnade rebanho.
Pois a partir de agora ele aprendeu a perguntar: porquê?
Para o nosso mundo mediático e consumista, todo virado para o lucro fácil, porém seria melhor que a filosofia não existisse. Pois as massas e os funcionários não pensantes são muito mais fáceis de influenciar.
O homem – filósofo esse é um bicho incómodo, um bicho que pensa por cabeça própria, que não vai na cantiga fácil, que coloca sempre aquela terrível pergunta: porquê?
A filosofia exige do homem coragem... mas não é també verdade que cada vez há menos homens corajosos?
Karl Jaspers tinha razão: “ Philosophie ist störendfrieden... “ por isso mesmo vale a pena filosofar.

Was kann ich wissen?
Was soll ich tun?
Was darf ich hoffen?
Was ist der Mensch?
Immanuel Kant ( 1724 - 1808 )

Mel said...

Existem matérias perante as quais, duvidar da sua validade é duvidar da existência do Sol, da água ou da Terra ...
Como tivemos já oportunidade de discutir, a filosofia, a música ou a matemática, são disciplinas essenciais enquanto disciplinadoras e estruturantes do próprio raciocínio.
Muito haveria a dizer sobre esta matéria.
Dos erros do passado, cometidos no nosso ensino, apenas recordo a extinção dos antigos Cursos Comerciais e Técnicos – aqueles que formavam profissionais qualificados e aptos para uma vez concluído o antigo 5º Ano (actual 9º), poderem ingressar no mercado de trabalho a “saber fazer”. Ou dar continuidade a estudos, progredindo para as áreas das Economias ou Engenharias, por exemplo...
Finalmente, diria que à Filosofia compete fazer o “diagnóstico do presente” , usando uma ideia de Foucault.
Na questão posta “o que é para si a filosofia”, Foulcault teria respondido “Houve a grande época da filosofia contemporânea, a de Satre, de Merleau-Ponty, em que um texto filosófico, um texto teórico, devia finalmente dizer-nos o que é a vida, a morte, a sexualidade, se Deus exista, o que era a liberdade .... (...). “Diagnosticar o presente, dizer em quê o nosso presente é diferente e absolutamente diferente de tudo o que não é dele, isto é, do nosso passado. É talvez para isso, para esta tarefa que se orienta agora a filosofia” (1)
Aceitando como válido este raciocínio, difícil se torna aceitar o afastamento da filosofia no ensino português ...
Assim, me findo com um pensamento de Sartre:
“(...) toda a aventura humana – pelo menos até agora – tem sido uma luta encarniçada contra a escassez ... (...) Resta dizer que no entanto, o facto de que, apesar da sua contigência, a escassez é uma relação humana fundamental (com a Natureza e com os Homens). Nesse sentido, é preciso dizer que é a escassez que faz de nós estes homens produzindo esta História e autodefenindo-se como homens. Sem escassez (desapareceria o nosso carácter de homens”...
Será que conseguimos Gerir a escassez, meu amigo? Pergunto?

Um abraço da Mel a “gerir a escassez da falta de visão estratégica sobre a temática do papel da Filosofia nas sociedades modernas ....”


(1) Jean-Paul Satre, Uma Cultura da alteridade, Filosofia e Literatura , Actas do Colóquio – Isbn: 972 – 9347-04-2 - , pág. 97
(2) Idem, pág. 246


Mel de Carvalho

osangue said...

Para nada. Em 13 anos nunca leccionei Filosofia. Abraço.

António Justo said...

De acordo!
Quem pergunta para que serve a filosofia pouco percebeu o que é filosofar. Talvez a reduza a história da filosofia....
Filosofia é a ciência da dúvida. Ela insurge-se contra a pasmaceira do dia a dia e contra a ditadura do factual.
Boa noite filosofia! Boa noite Portugal!
António da Cunha Duarte Justo

Anonymous said...

Vejo que a partir do momento em que um determinado individuo se pergunta "Pra que serve a filosofia?" este realmente não sabe o valor que há na filosofia,não sabe o valor do carater e muito menos dos valores morais.
Qando um individuo diz que não precisa da filosofia para viver ele realmente engana0se pois sem filosofia é quase impossivel viver pois se parar-mos para analisar a filosofia está presente em nossas vidas,em cada escolha,cada ato...Ou seja em cada momento que usamos a razão usamos filosofia e por que muitos dizem que não precisam da filosofia?

Daniele Santana said...

Ótimo texto!
Sou estudante de Filosofia,e , ao contrário da maioria dos meus colegas, não faço o curso como segunda ou terceira graduação nem por hobby. Não quero ser professora universitária pelo dinheiro, nem pesquisadora pelo prestígio.
Quero dar aula. Ensinar. Escola pública. Público que precisa.
Precisa do ensino com amor,para mostrar que se pode ir além, se pode pensar no mundo de uma forma diferente. Mostrar que não é apenas isso que vivemos que é a vida.
Bom saber que não estou sozinha!
Ensino de filosofia, com qualidade, para as nossas crianças!!!

Abraços.

Anonymous said...

Il semble que vous soyez un expert dans ce domaine, vos remarques sont tres interessantes, merci.

- Daniel

Anonymous said...

tres interessant, merci

Anonymous said...

Hello é a 3ª vez que li o teu blogue e adorei muito!Bom Projecto!
Cumps