Saturday, December 22, 2007

sonho de uma noite de verão...

A ti L. que esperaste por nós, à porta do teatro, embrulhada na tua dor recente …

Em dias de melancolia, o teatro é um escape. Ir com o J. a qualquer espaço onde se represente é uma terapia. É a segunda ou a terceira vez que nos sentamos juntos para apreciar uma das mais belas histórias, Midsummer night dream. Uma obra complicada e difícil de contar. Já nesta peça lírica se denotam os dotes imaginativos e a enorme sensibilidade do velho bardo para retratar a grandeza das emoções humanas, ambientada na Grécia mítica e povoada de seres élficos e personagens mitológicos descrevendo a magia e a realidade em uma só dimensão. Desta vez na Sala Garrett do D. Maria deparamos com uma versão diferente de Shakespeare, apresentada como musical onde surge um "Blues da fada", um "Tangazo da vingança" e ritmos de salsa, onde actores cantam e músicos representam. Sonho de uma Noite de Verão é uma história de sedução: Teseu, Duque de Atenas, prepara-se para celebrar as suas bodas com Hipólita, Rainha das Amazonas. Um grupo de artesãos reúne-se para preparar uma peça a apresentar no dia dos festejos. No meio de toda a alegria, quatro jovens juntam-se no bosque, decididos a resolver a sua vida amorosa longe das exigências impostas a uma das raparigas. No bosque, Oberon e Titânia, reis das fadas, discutem a ajuda que poderão prestar aos apaixonados e que acabará por criar uma grande confusão. Após uma noite de “sonho”, tudo se resolve e a peça termina com o casamento dos três pares amorosos e a divertida apresentação do espectáculo preparado pelos artesãos. Um universo de fadas, elfos, príncipes, sonhos e gargalhadas, onde o amor atinge a sua forma mais onírica e divertida. Uma história de amor que nos remete para o nosso imaginário, no qual homens e seres sobrenaturais convivem em perfeita harmonia. Mais importante que tudo isso é ser cúmplice de um filho, do nosso filho, num espaço como um teatro e isso ultrapassa qualquer sonho de uma noite de qualquer estação do ano. Recordo a propósito, ou não (é irrelevante), Jorge Reis Sá quando escreve “Terás um dia alguém que te embale o sono como eu embalei, mas nunca este amor que nasceu comigo e desabrochou contigo, nunca este amor que só eu, teu pai, posso oferecer ao longo da noite”. Esta noite aconteceu – uma vez mais – num lugar mágico…

20 comments:

isabel mendes ferreira said...

e eu podia dizer o mesmo...Luis..


a hora tardia é o reverso de mim...


por aqui o sonho é sempre uma linha mágica...


densamente descritiva.


beijoSSSSSSSSSSSSS.

Zeca said...

Venho por este meio informar que já me encontro disponível para receber prendas de natal.
Evita filas e correrias no acto da entrega, aceito cheques visados, dinheiro vivo, roupa de marca, telemóveis topo de gama até vivendas de luxo… despeço-me aguardando o teu presente.
Como deves de estar teso como eu aceito de coração um simples sorriso.
BOAS FESTAS.

pinguim said...

Acima de tudo, comoveu-me a dedicatória; tu que tanto enalteces o amor alheio, também o sabes viver de uma forma linda.
Aquele abraço.

Maria P. said...

Serenamente belo este texto.

Beijinhos Luís*

lua prateada said...

Passei para deixar cair um chama de amor vinda lá da minha lua que me recomendou para te desejar um belo e feliz Natal.
Beijinho prateado com carinho
SOL

lua prateada said...

Passei para deixar cair um chama de amor vinda lá da minha lua que me recomendou para te desejar um belo e feliz Natal.
Beijinho prateado com carinho
SOL

M&S said...

...e mágico é este blog! :)
Há muito que não passava por aki e cá me esperava um brinde... uma extravagância!
Boas Festas!

Cochofel said...

Obrigado pela visita e pelo comentário simpático. Um Feliz Natal

Special K said...

Sonho de uma noite de Verão numa noite de Inverno.
Um abraço e Feliz Natal.

Cöllyßry said...

Hoje desejo… que a Harmonia neste Natal desça sobre ti
Em forma de chuva de pétalas.

Doce beijo

tufa tau said...

que bom, luís! e tão bom esas noites de sonho, não serem apenas um sonho...

abraço

avelaneiraflorida said...

Caro Luis,

Já de si, Sonho de uma Noite de Verão, é um hino à sensibilidade, ao amor...
Agora, com este texto, e as dedicatórias,acaba por ser um sonho de VIDA!!!!
LINDO!!!
Que emoção aqui perpassa!!!!
Bjkas!!!!

Sol da meia noite said...

Tudo fica bem quando acaba bem, costuma-se dizer...

Pois que este Natal seja um dia de Bem... no tempo do Bem. Um dia Abençoado.

Beijinhos, Luís

jonice said...

...e isso ultrapassa qualquer sonho de uma noite de qualquer estação do ano.

Maravilhoso :)

Oris said...

Que o Natal seja mais um momento em que as pessoas acreditem que vale a pena viver um Ano Novo!

Feliz Natal!

Beijitos

Olhos de mel said...

Oie meu amigo lindo! Felizmente, estou conseguindo voltar. Desculpe a ausência!
Realmente o teatro tem esse poder de nos envolver numa magia, que até conseguimos esquecer um pouco os problemas.
Gostei imensamente da história!
Feliz Natal e que o Ano Novo venha cheio de boas suspresas, saúde, paz e felicidades!
Beijos

Oliver Pickwick said...

Ei, Luís! Aprecio a diversidade, como, por exemplo, a desse texto comovente, comparado à densidade polêmica do seu penúltimo post.

Obrigado pelas palavras generosas lá nas minhas terras. Desconfio que você é um enófilo, e imprimiu uma cópia do meu post para mostrar aos seus amigos lá da sua confraria de vinhos. Ao saborear um bom Porto, seja cuidadoso com o nariz, meu amigo.

Abraços, e um Natal repleto de saúde e paz!

Jasmim said...

Que bom...
Sáo momentos assim que fazem a vida.
bjos

PIEF said...

Luís
Lá mais para a Primavera, aconselho-te a ir ao Convento de Cristo, em Tomar, ver outra versão de "Sonho de uma noite de Verão", pelo grupo Fatias de Cá. Passa-se na Mata dos Sete Montes, na rua e, por isso, só se realiza com bom tempo. O espectáculo é sempre ao fim de semana.
Vê o site http://www.fatiasdeca.com e começa a entusiasmar-te já... Tens sempre onde ficar!
Beijos
Gena

Blue Velvet said...

Sonho de uma Noite de Verão, já é por si só de uma beleza muito especial.
Claro que o seu texto o tornou ainda mais interessante, mas, por razões pessoais, confesso que o que me emocionou foi o final.
Que tenha muitos momentos mágicos desses, é o que desejo.
Beijinhos