Friday, July 18, 2008

seu nome é Liberdade...


There is no easy walk to freedom anywhere, and many of us will have to pass through the valley of the shadow of death again and again before we reach the mountaintop of our desires.

Faz hoje noventa anos Nelson Mandela. Passou tempo excessivo até que, enclausurado e coagido ao silêncio, pudesse contar a sua história e a vida do seu povo. Only free men can negotiate; prisoners cannot enter into contracts. Your freedom and mine cannot be separated. Um homem enorme, um grande político. Um dos superiores vultos da história contemporânea. São os povos, colectivamente, que alteram a vida, mas é inegável que alguns homens e mulheres contribuem determinadamente para lhe inflectir o rumo. Mandela ficará pelo tempo adiante como um desses seres excepcionais. Alguém que respira respeitabilidade e possui traços de fineza aristocrática, que só os maiores conseguem preservar. I learned that courage was not the absence of fear, but the triumph over it. The brave man is not he who does not feel afraid, but he who conquers that fear. Um dos grandes lideres morais e políticos cuja vida exemplar inteiramente consagrada à afirmação da dignidade e à luta contra a opressão racial na África do Sul lhe valeu o Prémio Nobel da Paz e a presidência do seu país. Education is the most powerful weapon which you can use to change the world. Desde a sua libertação em 1990, após mais de um quarto de século de prisão, Mandela passou a estar no centro do drama político mais deslumbrante e inspirador do mundo. Pense-se o que se pensar das suas ideias, não é possível fazer a crónica do nosso tempo sem ter em conta a sua poderosa personalidade. If you talk to a man in a language he understands, that goes to his head. If you talk to him in his language, that goes to his heart. Numa sociedade onde é mais difícil desintegrar um preconceito do que um átomo, como evocava Einstein, Nelson Mandela afirmou-se como um rochedo no combate pelos direitos humanos.

When you let your own light shine, you unconsciously give others permission to do the same.

Parabéns, Mandela!

10 comments:

pinguim said...

Bela homenagem a um dos maiores Homens da História do meu tempo.
Soberba a foto.
Até domingo e abraço.

BlueVelvet said...

Já li outros posts sobre o aniversário de Mandela, mas nenhum tão bonito como este.
Beijinhos e bom fim-de-semana

Pedro Eleutério said...

Muito bom este texto que para além de informativo carrega consigo um poder muito grande nas palavras.

Abraço

Sílvia said...

Somos filhos de 1789. Aí termina o "Ancien Régime",graças à influênca dos saudosos, mas sempre vivos, Iluministas. Nasce a Idade Contemporânea com o lema "Liberté, Egalité, Fraternité". Sucedem-se guerras, sucedem-se "Apartheid´s" (vidas separadas).
Nelson Mandela ousou ir além da realidade, ousar lutar por um direito! Conseguem imaginar o que pode custar lutar por um direito? Eu não. Não é lutar por algo que não seja inerente à condição humana, por algo que não tenha base legal e até cristã... É lutar por algo que jamais nenhum ser humano deveria ter de lutar.
Mas a história repete-se e repete-se, infelizmente. E, em pleno século XXI, ainda há a necessidade de, infelizmente, usar a bandeira deste grande homem:
"Libertem Nelson Mandela". Não vos faz confusão a existência de uma organização, de cariz pacífico e defensor dos direitos humanos, que tão pouco faz contra os "Apartheid´s"? A mim faz! Muita.
Alerto a O.N.U. que "O bravo não é quem não sente medo, mas quem vence esse medo", Nelson Mandela.

Marta said...

É digno de toda a admiração da minha parte

Beijinhos

Special K said...

Parabéns Mandela! Bem os merece.
Um abraço.

Jonice said...

Tua maneira de montar este
post goes to my heart.

Beijos, Luís.

Paula Crespo said...

O apartheid sul-africano apenas dura mais tempo porque é em África. Agora já poucos se lembram que também nos EUA havia (pretérito?...)apartheid. A começar pelos próprios americanos... Parabéns a Mandela, claro, e, já agora, lembrar Martin Luther King, porque... "I have a dream!"
Bjs

avelaneiraflorida said...

Mais uma referência OBRIGATÒRIA!

Entre "aspas" said...

Um ponto de referência obrigatório a um dos grandes nomes que fez e faz parte da História.
Bjs Zita