Thursday, April 12, 2007

Alice hoje mora aqui...


Let me sleep on your breast
Till the airport
SEAMUS HEANEY

guarda-me
adormecida para sempre no teu peito

ou deixa-me voar uma vez mais sobre esta
terra de ninguém onde morro
por qualquer coisa que me fale de ti

há noites assim em que o silêncio
se transforma ao de leve numa lâmina
que minuciosamente rasga os lençóis
onde ficou esquecido o corpo que habitámos
em provisórias madrugadas felizes

depois é só abrir os braços e acreditar
que ainda faltam muitas horas para a partida
e que à toa pelos corredores ainda escorre
uma razão primeira a trazer-me de volta

e eu adormecida para sempre
no teu peito

e de novo entre nós aquele choro de quem
não teve tempo de preparar a despedida
com as palavras certas
porque as palavras certas estavam todas
em histórias erradas
que outros escreveram em lugares transparentes
e fluidos
que nem vale a pena tentar desculpar
muito ao longe uma voz desgarrada
estabelece o fim do verão

e eu adormecida para sempre
no teu peito

e eu acorrentada para sempre
no teu peito
ALICE VIEIRA
Dois corpos tombando na água

Valeu a pena vir na Fertagus, atravessar a ponte, lendo o JL, embalado pela poesia de Alice Vieira (p. 25), « uma jornalista que também escreve livros».

8 comments:

hfm said...

Brla escolha!

Quanto a Pistoia fica a cerca de 80km de Florença onde estive a passar o mês de Março. Pistoia é uma cidade linda com um centro histórico impressionante; contudo, esta estátua moderna lembrou-me a viajante empedernida que eu sou.

Anonymous said...

Estimado Luis,

são sempre surpresas agradáveis as dicas que vais "dicando".

E e eu continuo às voltas destas 80 páginas que nunca mais largo....

Bom trabalho e um excelente fim de semana,
Maria Joao C

Maria said...

E mora muito bem.
Sabe brincar com as palavras e com sentimentos lidas e entendidos por todas as idades...

Moura ao Luar said...

Tempo bem passado :-)

Maria P. said...

E como é bom encontrar a Alice aqui, deve ter sido uma excelente viagem.

Boa noite.

Entre linhas... said...

A Alice Vieira e as suas espectaculares viagens ao mundo da aventura,do romance ou de uma simples história para a criançada.

Bjs zita

kiduchinha said...

Olá Luís! Que surpresa! Muito bonito o poema da Alice Vieira! Para mim será sempre, também, uma das escritoras da minha infância... p. ex. "Rosa minha irmã Rosa" :) entre tantos... com os quais eu viajava, me deliciava... q devorava! :) bom fim semana! beijocas

Suspiros said...

Lindo, lindo!...
Bom fim-de-semana!
:)